logo

This post is also available in: English

Declaração da Filosofia de Bem-Estar da LIS

Na LIS, acreditamos que a aprendizagem é um processo social e emocional, e que o desenvolvimento das capacidades cognitivas, afectivas e sociais é essencial para a formação global de cada pessoa. Todos os membros da LIS contribuem para o bem-estar da comunidade; consideramos que isso é fundamental para a identidade da nossa escola. Sabemos que se aprende melhor quando o ambiente é seguro e baseado na confiança, apoio e respeito mútuo. Assim, o ensino e prática do bem-estar integra-se naturalmente no nosso currículo, a todos os níveis de escolaridade, e não é tratado como um programa isolado.

Por estas razões, a LIS:

  • Valoriza e facilita oportunidades pedagógicas que são relevantes, inclusivas e autênticas
  • Oferece aos alunos um espaço para assumir liderança e acção
  • Reforça a ideia de que os alunos têm o conhecimento, consciência e coragem para tomar decisões ponderadas
  • Orienta os alunos no sentido da auto-regulação, identificando a relação entre comportamentos e consequências
  • Entende que os erros são oportunidades para crescer e aprender
  • Incentiva os alunos a tornarem-se o melhor de si mesmos, uma vez que compreendem a sua identidade e o papel que desempenham na sociedade
  • Motiva os alunos a criar uma mudança positiva no mundo
  • O respeito por nós próprios e pelos outros, pelo nosso ambiente, e pelos contextos culturais orienta o nosso pensamento, ações e relações.
    O respeito por nós próprios e pelos outros, pelo nosso ambiente, e pelos contextos culturais orienta o nosso pensamento, ações e relações.
    Na sexta-feira, dia 21 de Abril de 2017, a LIS participou nas celebrações do Dia da Terra. E que dia formidável que este foi! Concentrámos a nossa atenção coletiva na ideia central: Juntos podemos dar força e inspiração a todos para tomar ações instruídas em defesa do ambiente. Neste dia especial, sentimos a responsabilidade de sermos agentes da mudança e defensores do planeta. Neste sentido, tanto os alunos como os funcionários da LIS comprometeram-se a explorar todos os meios e definir as vias que conduzem a uma mudança positiva e sustentável. Ao longo do dia, os alunos participaram em assembleias e numa série de oficinas dirigidas por professores e alunos, concebidas com o objetivo de envolver o público nas questões que afetam o nosso planeta.
  • < AnteriorSeguinte >
  • Uma comunidade diversa dedicada à aprendizagem, empenhada em criar indivíduos solidários, confiantes e socialmente responsáveis, que prosperam no mundo.
    Uma comunidade diversa dedicada à aprendizagem, empenhada em criar indivíduos solidários, confiantes e socialmente responsáveis, que prosperam no mundo.
    Se pegarmos em três alunas ambiciosas do Ano 12 da LIS, uma boa causa médica e a montanha mais alta do continente africano, temos a receita para uma experiência de vida verdadeiramente inspiradora. A nossa equipa ‘Trek for Meds’ composta pela Molly, Nabeeha e Denise planeou e completou com sucesso uma expedição ao Kilimanjaro, o ponto mais alto de toda a África! O objectivo coletivo era angariar fundos para comprar testes e medicação preventiva contra a malária, para distribuir entre as famílias de áreas rurais de Angola. A malária é responsável por uma elevada taxa de mortalidade infantil no país. A equipa Trek for Meds sentiu o enorme incentivo e reconhecimento por parte das comunidades, tanto as mais próximas como as mais longínquas. Este extraordinário apoio que a equipa recebeu ajudou na altura de “conquistar” a montanha e ultrapassar o objetivo inicial de angariar 3.000 dólares. Esta é a forma mais pura de liderança em serviço.  Dentro do espírito da nossa nova declaração de missão, estamos certos de que esta incrível história vai inspirar muitos outros alunos, levando-os a encontrar formas únicas de “progredir e vencer” no mundo.
  • < AnteriorSeguinte >
  • Aprender a lidar com os aspectos cognitivos, criativos, físicos, sociais e emocionais é fundamental para uma experiência educativa equilibrada.
    Aprender a lidar com os aspectos cognitivos, criativos, físicos, sociais e emocionais é fundamental para uma experiência educativa equilibrada.
    Todas as semanas os professores do ELC revezam-se para planear novos estímulos ao ar livre com várias finalidades, para incentivar o raciocínio das crianças e desenvolver competências específicas. A Sra. Che’te decidiu colocar boias de vários formatos e cores no chão para as crianças brincarem, e o resultado foi a transformação destes objetos em trampolins: os alunos divertiram-se a pular, saltar e passar de uma boia para a outra. Enquanto uns comparavam a experiência à sensação provocada pela boia (“é como andar com as pernas bambas”, ou diziam a palavra “coelho”, fingindo saltitar da toca, para exprimir o que entendiam da sua reação), outras crianças apontaram a relação entre as cores e as formas das boias (“parece o arco-íris”, ou “são triângulos”). No final, esta experiência serviu para promover o desenvolvimento da capacidade de autogestão, assim como a coordenação motora e a percepção espacial - ou seja, habilidades valiosas para o crescimento e desenvolvimento dos nossos jovens alunos nesta fase da infância.
  • < AnteriorSeguinte >
  • A voz do aluno é parte integral da nossa cultura escolar.
    A voz do aluno é parte integral da nossa cultura escolar.
    A Jogatona da LIS já se tornou uma tradição nos nossos eventos de solidariedade. É devido ao apoio de todos os envolvidos que pudemos doar sapatos para a FOLSCO e angariar impressionantes 763.700 KWZ! A Casa das Crianças está a planear usar os recursos angariados para melhorar e ampliar o orfanato para melhorar as condições de armazenamento de alimentos do orfanato. Parabéns, LIS!
  • < AnteriorSeguinte >
  • A aprendizagem floresce quando relações positivas baseadas no respeito ocorrem num ambiente de inclusão.
    A aprendizagem floresce quando relações positivas baseadas no respeito ocorrem num ambiente de inclusão.
    A Secção Primária da LIS implementou um Programa de Voluntariado para a Leitura que tem por objetivo ajudar os alunos dos Anos 1, 2 e 3 e os alunos de Português A a desenvolver as suas competências na leitura. Os Voluntários visitam as salas de aula durante o dia, ouvem os alunos a ler e ajudam estes novos leitores a praticar esta importante tarefa da sua educação. Tanto os próprios alunos como os pais e os nossos professores acolheram esta ideia de forma muito positiva e deram-nos um feedback excelente, “os pais aproveitam ao máximo esta oportunidade de interagir com as crianças e as crianças adoram ler para os voluntários e demonstrar que estão cada vez melhores”.  Muito obrigado, Voluntários para a Leitura!
  • < AnteriorSeguinte >